CFM - Caminhos de Ferro de Moçambique

Visando acomodar os crescentes volumes de combustíveis para servir a zona Sul de Moçambique, bem como as

importações deste produto pela África do Sul e outros países do hinterland. A terminal de Petróleos da Matola beneficiou, assim, de uma expansão de sua capacidade de 2 Milhões de m³ por ano, para 8.5 Milhões de m³. Os trabalhos incidiram fundamentalmente no plano de água (on shore) destacando-se a aquisição e instalação de braços armados, reabilitação do Cais, capacitação e melhoramento do Sistema de combate a incêndios e a introdução de uma conduta especialmente dedicada para o gás condensado. A introdução da conduta de manuseamento do gás condensado permitiu aliviar os constrangimentos de abastecimento em gás doméstico na zona sul do país.