CFM - Caminhos de Ferro de Moçambique

Para complementar os trabalhos de dragagem naquele Porto foi implementado um segundo projecto designado “Melhoria das Operações Marítimas do Porto da Beira”, financiado pelo Governo de Moçambique, em cooperação

com o Governo dinamarquês, num investimento de 40 Milhões de Euros, com vista a garantir a segurança e operacionalidade do Porto da Beira, de modo a torná-lo mais competitivo em relação a outros Portos da região. Este projecto contemplou, então, as seguintes componentes:

  • Construção duma Draga Auto-transportadora de Sucção e Arrasto (TSHD), com capacidade de Porão de 2.500 mil m3, para a EMODRAGA;
  • Construção duma Lancha Hidrográfica, com o respectivo equipamento e, baptizada com o nome de “MACÚTI” igualmente destinada à EMODRAGA;
  •  Reabilitação total do Rebocador “BUZI”, pertença do CFM;
  •  Reabilitação total da Lancha de Pilotos, “PILOTO 2”, igualmente pertença do CFM;
  • Assistência Técnica e o treinamento das Tripulações de todas as embarcações.