Porto de Nacala

portonacala1O Porto de Nacala localiza-se no extremo Sul da baía de Bengo que, devido à profundidade das suas águas, apresenta condições excepcionais de navegabilidade - o que permite a entrada/saída de navios sem limitação de calado, 24 horas por dia, e não necessita de dragagem. Estas características conferem a classificação de maior porto natural de águas profundas da costa Oriental de África.

Aberto ao tráfego em Outubro de 1951, o Porto de Nacala conta, neste momento, com um Terminal de carga geral, capacitado para manusear 2 milhões de Toneladas anualmente; Possui 8 armazéns com uma superfície total de 21.000 metros quadrados e é servido por 9 Guindastes eléctricos de 5 a 20 Tons, 3 empilhadeiras de 5 Tons, 2 evacuadoras para cereais de 40 Tons/hora cada e 4 garras de 2,5m^3; um Terminal de contentores com 327 metros de comprimento e 15 metros de profundidade, 30.000 TEUs anuais de capacidade de manuseamento e 62.000 metros quadrados de área pavimentada para o armazenamento de 2.750 contentores, servido por 4 empilhadeiras de 42 Tons com spreaders telescópicos para contentores de 20 e 40 pés; 1 pórtico de parque de 25 Tons para contentores de 20 pés; 1 Guindaste de 22 Tons e 21 tomadas para frigoríficos.

portonacala3O Porto de Nacala dispõe também de um Terminal para graneis líquidos ligado aos depósitos de combustíveis da BP-Moçambique (18.000 toneladas) e da Petromoc (35.000 toneladas) por um pipeline de 3,5km e ainda depósitos com uma capacidade total de 2.400 toneladas para óleos de palma e alimentares, da Lever Brothers do Malawi.

Nacala é um porto de baldeação por excelência para toda a costa africana do Índico e foi reabilitado, entre 1984 e 1996, por meio de um financiamento da Finlândia, orçado em 196 milhões de marcos filandeses.

FaLang translation system by Faboba