cfm logo

Inauguração de Locomotivas e Vagões 2019 PRO Presidente da República, Filipe Nyusi inaugurou, oficialmente, no dia 2 de Maio de 2019, cinco novas locomotivas modernas de 3300 Horse Power e o primeiro lote dos 300 vagões, investimento que vai duplicar a capacidade de manuseamento e transporte de diversas mercadorias de e para o Porto de Maputo.

Inauguração de Locomotivas e Vagões 2019 PCADados apresentados pelo Eng. Miguel Matabel, Presidente do Conselho de Administração da Empresa Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique (CFM), indicam que as Locomotivas de origem norte-americana ora recebidas, formalmente, por Chefe de Estado, estão doptadas de tecnologia moderna e enquadram-se no Plano Estratégico trienal (2018-2020), que previa aquisição destes meios para a zona Sul e Centro, num investimento total de 2.9 mil Milhões de Meticais.

Para além da reconstrução de 2 pontes ferroviárias na Linha de Ressano Garcia, cujas obras estão na fase final, o investimento conta ainda com aquisição de 90 carruagens de passageiros e dragagens para manutenção e aumento da capacidade de navegabilidade nos portos de Maputo e Beira.

A aquisição destes meios circulantes, representa uma transição dos CFM de locomotivas de 2000HP para 3300HP, o que vai permitir maior capacidade de reboque. Estas novas máquinas dispõem, entre outros elementos modernos, calha para remoção de obstáculos protegendo os rodados, janela para o Maquinista-B para facilitar a visibilidade para a garantia de segurança na circulação e possui sino em substituição de buzina dentro da oficina o que não perturba ambiente de trabalho.

Trata-se duma evolução para os CFM uma vez que marcam a transição do sistema de freio a vácuo para o sistema de freio à ar comprimido que é mais seguro e mais usado internacionalmente e tem maior capacidade de carga que passam dos antigos 45t para 62t.

Os CFM vão ainda adquirir automotoras constituídas por 10 a 12 carruagens de passageiros com tracção AC de 2800 a 3600 HP, com aceleração rápida que vão proporcionar um excelente conforto aos passageiros com força de tracção de 65-70 Toneladas de Bollard Pull disponíveis da primeira à terceira classes. As carruagens da primeira e segunda classes estão devidamente acondicionados por forma a oferecer maior conforto, sobretudo aos passageiros de longo curso, por exemplo, nas linhas de Maputo–Chicualacuala, Beira-Moatize, Beira-Machipanda e Nampula-Lichinga.

Para o Presidente da Republica, Filipe Jacinto Nyusi, este material adquirido com fundos próprios dos CFM representa um orgulho para o povo moçambicano porque vai criar um impacto multiplicador na economia nacional.

Filipe Nyusi após recepção formal dos meios, lembrou que a Empresa CFM é a que mais sofreu com a guerra, “mas sempre se manteve de pé contribuindo para a economia do país e mantendo-se sempre o orgulho dos moçambicanos”. E, pelos resultados alcançados, “significa que o CFM ouviu e compreendeu o nosso apelo”, acrescentou Filipe Nyusi.

Segundo Nyusi, as capacidades técnicas apresentadas permitem que os CFM correspondam com satisfação às necessidades dos clientes internos e internacionais, pelo que, devem continuar a ser cada vez mais competitivos e capazes de liderar a integração regional.

Ainda de acordo com o Chefe de Estado, os resultados operacionais de 2018 que os CFM alcançaram em cerca 2.5 mil milhões de Meticais do total de rendimentos de cerca de 18.8 mil milhões de Meticais, são encorajadores, sobretudo numa altura em o Governo exige que as empresas públicas sejam mais produtivas por forma a contribuir significativamente ao tesouro do Estado e por via disso, aliviar a pressão sobre Orçamento do Estado que depende da produção nacional. Neste sentido, Filipe Nyusi apelou aos CFM para, com o reforço de equipamento adquirido, deve aumentar os seus resultados a curto e médio prazos.

Finalmente, o Presidente da República destacou que é importante que os CFM continuem o baluarte na afirmação do orgulho nacional e, sobretudo na pronta disponibilidade de recursos para a solução dos problemas dos moçambicanos tal como se verificou na pronta resposta às vítimas do ciclone tropical Idai que assolou o país no primeiro trimestre do ano em curso.

Novas Locomotivas e Vagões 2019“O sucesso dos CFM inspira-nos a consolidar o passado de glórias e coloca a nossa empresa nacional numa posição privilegiada para se colocar em cada fase numa empresa do futuro”, concluiu o Chefe de Estado.