CFM - Caminhos de Ferro de Moçambique

Empossamento de novos directoresO Presidenete do Conselho de Administração da Empresa Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique (CFM), Eng. Miguel Matabel, nomeou e empossou, no passado dia 3 de Março de 2017, novos quadros no âmbito da renovação e alinhamento para as novas dinâmicas por forma a dotar a empresa de maior capacidade de intervenção nos processos operacionais, perante os novos e constantes desafios.

Trata-se do Inspector Geral, Eng. António Bié, dos Directores Executivos dos CFM Norte, Centro e Sul, respectivamente, Engs. Jeremias do Rego, Augusto Abudo, Cândido Jone, e do Director do Porto da Matola, Eng. Arlindo Fondo.

Empossamento de novos directores PCADurante a cerimónia de tomada de posse, que teve lugar no edifício onde funciona o Conselho de Administração, o  Eng. Matabel agradeceu aos directores cessantes pelo seu empenho durante o exercício das suas funções e apelou para que continuem a contribuir para o crescimento da empresa dada a sua irrefutável experiência de gestores da empresa.

Aos empossados, ao nível da Direcção da Inspecção Geral, o PCA dos CFM apelou o controle, monitorização dos sistemas de gestão de qualidade, segurança e protecção ambiental na base das normas nacionais e sistemas, bem como regulamentos da empresa e outros instrumentos aplicáveis.

Ao nível das Direcções Executivas, pretende-se, pelas intervenções directas dos empossados, o aumento, cada vez mais, do desempenho dos tráfegos ferroviários de passageiros e mercadorias e, com isso, o esperado impacto nos resultados financeiros da empresa.

O PCA disse que o problema dos atrasos, descarrilamentos e avarias de equipamentos que, infelizmente, se têm vindo a registar com maior frequência, deverão ser avaliados com a devida profundidade, tendo em vista às soluções. Para o efeito, o PCA espera que os novos directores executivos, usando das experiências e conhecimentos que detêm, rentabilizem os recursos humanos, materiais e financeiros disponíveis para a solução dos problemas acima levantados. Enfatizou que é preciso transmitir motivação nos colaboradores através de avaliação permanente de desempenho, porque é deles que se vai extrair as soluções. “mais uma vez a importância do capital humano”, sublinou o PCA.

Para a Direcção do Porto da Matola, a expectativa é de ver a implementação de sistemas de segurança portuária no âmbito do ISPS-code, dentre outros sistemas de gestão. Pois, os operadores precisam sentir a confiança e segurança no manuseamento das suas mercadorias.

Empossamento de novos directores Foto familiaPor outro lado, o Eng. Matabel disse que a missão lançada a todos quadros dos CFM é de que se empenhem na busca de soluções criativas com vista a alinharem e adequarem todos os recursos humanos, materiais e financeiros para os objectivos pretendidos para a empresa, o que irá reflectir nos esforços para a contribuição da economia do nosso país.

Neste sentido, desafiou a todos quadros empossados a uma luta frenética de busca de cargas e de negócios que viabilizem os grandes investimentos que a nossa empresa tem vindo e necessita de realizar.

Aos novos quadros, e com o apoio do Conselho de Administração, foi-lhes depositada a responsabilidade de conduzir a “máquina”, sem a mínima ocorrência de descarrilamentos, sobretudo, por falha humana. Ou seja, em outras palavras, a empresa espera dos empossados uma gestão baseada no espírito de trabalho em equipe, responsabilidade, zelo e dedicação.

Refira-se que os CFM, com mais de 100 anos de existência em Moçambique, é a oitava maior e quadragézima oitava melhor empresa no ranking das 100 maiores empresas de Moçambique com um crescimento de 19,04 por cento do volume de negócios entre 2014 e 2015, segundo a pesquisa da KPMG edição 2016.