CFM - Caminhos de Ferro de Moçambique

Sara Geral A Empresa Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique- CFM acolheu, no passado dia 24 de Março de 2016, em Maputo, a reunião de preparação das comemorações do 20º aniversário da SARA- Southern African Railways Association, a ter lugar na cidade Sul Africana de Midrand, nos dias 18 e 19 de Maio próximo.

As comemorações coincidem com a realização da 6ª Conferência e Exposição desta associação, onde se espera  juntar todos os interessados, entre operadores ferroviários, portuários, clientes, pesquisadores e demais intervenientes deste sector para discutirem políticas e procedimentos e partilharem experiências com vista à avaliação da actividade das empresas associadas, bem como a busca de melhores soluções que satisfaçam os clientes.

O encontro de Maputo visou divulgar este grandioso evento, bem como, de forma específica, “angariar” mais participantes que possuem interesses no ramo ferroviário.
Estiveram presentes no encontro, para além do Presidente da SARA e do PCA do CFM, gestores das empresas portuárias, transportadores e pesquisadores do ramo.


SaraSthephensonNa ocasião, o Presidente da SARA, Stephenson Ngubane, referiu a importância das empresas trabalharem de forma integrada por forma a conferir maior competitividade no sector, bem como e, fundamentalmente, recuperar a carga que tem estado a circular por via rodoviária.

 
Saravgomes

 Por sua vez, o PCA do CFM, Victor Gomes, sentiu-se honrado por ter acolhido esta reunião, tendo referido que a associação SARA é um fórum privilegiado para se encontrarem mecanismos de complementariedade entre os transportes ferroviários e rodoviários, sem, contudo, descurar a questão da seguramça e eficiência.


Refira-se que a associação SARA foi criada em 1996 com o objectivo de promover os interesses comerciais dos caminhos de ferro da Região, como resultado do reconhecimento da necessidade da criação de um forte grupo de lobby cujo objectivo é defender uma competição justa na área dos transportes terrestres e serviços de entrega por parte dos caminhos de ferro.