CFM - Caminhos de Ferro de Moçambique

carruagensMTCA Empresa Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique conta, desde ontem, dia 12 de outubro de 2015, com mais 70 veículos dos quais, 56 são carruagens da 3ª classe; 4, de 2ª classe; duas de 1ª classe e 8 Furgões.

A inauguração oficial das carruagens decorreu em Maputo, onde o Ministro dos Transportes e Comunicações presidiu a cerimónia e, na Beira, através do Director Provincial dos Transportes e Comunicações, em reprsentação da Governadora de Sofala.

Em Maputo, onde já estão disponíveis 15 carruagens, das 35 destinadas, Mesquita manifestou a sua satisfação com o passo dado pela empresa, tendo acrescentado que o investimento tende, acima de tudo, minimizar o crónico dilema dos transportes no país. “É um sinal muito forte que a empresa CFM está a transmitir, mostrando que está engajada para, junto do governo, implementar as estratégias delimitadas no Plano Quinquenal do Governo (PQG 2015 - 2019) para a área de transporte, que continua sendo um grande dilema para a população moçambicana”, afirmou Mesquita.

O timoneiro para a área de transportes aproveitou a ocasião para apelar ao público utente das carruagens para que olhe para estes bens como um património público e, por isso, propriedade de todos moçambicanos. “O conforto e segurança que todos almejamos passa necessariamente pela colaboração do público no uso e conservação deste equipamento, evitando a danificação prematura de vidros, cadeiras e outros acessórios das carruagens”, defendeu o Ministro.

carruagensbeira1Para a região Centro, a frota irá reforçar as carreiras nas linhas de Sena e Machipanda o que, segundo o director Provincial dos Transportes e Comunicações Hélcio Canda, “as carruagens surgem numa boa altura em que o Governo busca revitalizar o uso dos corredores de transportes e, as Linhas de Sena e Machipanda, muito beneficio trazem às populações desta região do País”

Para o Sistema Ferroviário Sul, os veículos irão operar nas Linhas de Chicualacuala, Goba e Ressano Garcia.

carruagensPCAIINa sua intervenção, o presidente do Conselho de Administração do CFM, Victor Gomes disse que a instituição que dirige, no âmbito das orientações do Governo, tem-se empenhado profundamente na criação de condições e meios de mobilidade para as populações e seus bens. “As carruagens, que tivemos o privilégio de ver inauguradas por Sua Excelência o Ministro dos Transportes e Comunicações, constituem a devida resposta”, sublinhou.

Estes meios circulantes foram adquiridos na China, contam com melhores sistemas de segurança e terão sua manutenção dentro da empresa, o que irá garantir a redução de custos para tal.

 A alternativa ao transporte ferroviário apresenta-se a mais viável para a problemática de transporte de passageiros. Nos últimos cinco anos, só na rede ferroviária Sul, “foram transportados cerca de 15 milhões de passageiros, correspondendo a uma média anual de 3,0 milhões de passageiros, e diária de cerca de nove mil passageiros”, referiu o PCA do CFM.

 Recorde-se que no ano passado o CFM adquiriu 10 Locomotivas novas para reforçar a sua frota o que contribuirá para os seus planos de modernização das infra-estruturas ferro-portuárias, como um todo.