cfm logo

DESCARRILAMENTO DE COMBOIO DE PASSAGEIROS NA MANHIÇA

A Empresa Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique comunica a ocorrência, por volta das 21:00 horas de ontem, dia 01 de Abril de 2019, do descarrilamento do Comboio de Passageiros nr. 517, no desvio da Maragra, próximo da Vila Autárquica da Manhiça, vindo de Maputo com destino à Manhiça.

Do acidente, registou-se o descarrilamento total da Locomotiva, bem como o descarrilamento parcial de 3 Carruagens de passageiros, não tendo havido registo de feridos entre os passageiros.

Na sequência deste acidente, a circulação dos comboios na Linha do Limpopo encontra-se temporariamente paralisada.

A Comissão de inquérito da empresa apurou como causa preliminar do acidente...

 

Clique aqui para ler o Comunicado na íntegra

PUBLICAÇÃO DO LIVRO DE TARIFAS DOS PORTOS E TERMINAIS OCEÂNICOS DO CFM PARA O EXERCÍCIO 2019

Para os devidos efeitos, a Empresa Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique – E.P. (CFM), publica, em anexo, a versão do Livro de Tarifas dos Portos e Terminais Oceânicos que deverá vigorar em todo exercício económico de 2019, com efeitos a partir de 01 de Abril de 2019.

Trata-se de …



Clique aqui para ler na íntegra

Baixar o livro de tarifas

COMUNICADO DA METROBUS NAS REDES SOCIAIS

Está a circular nas Redes Sociais uma informação que poderá manipular a atenção do público em relação à Missão, Visão e Valores da Empresa Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique (CFM).

Efectivamente, ficamos perplexos com a veiculação de que o CFM está a “fechar-se” perante o projecto do “parceiro” Metrobus.

Entre outras parcerias, firmámos, em 2017, um contrato com a empresa nacional MetroBus, para o reforço do transporte de passageiros nas cidades de Maputo e Matola, como uma experiência piloto onde há obrigações entre as partes.

Volvido 1 ano, constatámos que a MetroBus está com enormes dificuldades de cumprir com o que foi acordado, designadamente a questão do pagamento pelo uso da Linha (acess fee), bem como e, sobretudo, ao cumprimento das Normas de Sistema de Gestão de Segurança Ferroviária, e outras obrigações contratuais.

Segundo o comunicado da MetroBus, o Governo, “(…) prometeu-nos que...

 

Clique aqui para ler na íntegra